Post image

Desmatamento ilegal sim, desmatamento zero, não!!!

Os produtores de soja na região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) estão realizando em conjunto com as entidades um seminário Soja Responsável – Produzindo Soja com Sustentabilidade. O evento é uma resposta ás criticas das ONGs e membros da cadeia europeia que importa soja.

De acordo com o Presidente da Aprosoja do estado da Bahia, Alan Juliani, o assunto da moratória começou quando a Cargill divulgou que iria investir 30 milhões de dólares para travar o desmatamento do cerrado. “A empresa tentou explicar e amenizar essas informações, por isso a Aprosoja em conjunto com as demais associações decidiram realizar o seminário para mostrar que os produtores brasileiros são os que mais preservam o meio ambiente”, afirma.

Atualmente, os produtores rurais preservam 30% da reserva do próprio patrimônio. “Nós fazemos isso e cuidamos muito dessa parte, tanto que aqui na Bahia temos um projeto de preservação e revitalização de nascentes para ajudar os ribeirinhos”, comenta.

No cerrado do Matopiba são 72% de área preservada, tendo em vista que apenas 5% da área são utilizadas pelo o agronegócio em que desse total 3% são cultivados com soja. “Nós podemos dobrar a área que não vai trazer impactos ambientais, pois estamos preservando 30% da nossa propriedade e ainda restam 70% de área aberta”, destaca.